segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O valor das peças de artesanato

Resolvi fazer este post, após ler no blog da amiga Silvia (Pontinhos da Silvia) sobre o valor que uma mãe de um aluno cobrou numa toalha feita em vagonite, cheia de detalhes e super caprichada. Apenas R$13,00, isso mesmo, só treze reais.
Fico indignada quando vejo coisas assim, porque olhando para a toalha dá pra ver que ela gastou pelo menos uns cinco reais de material (ou mais) e com certeza várias horas para fazê-la.

Vejo que as próprias "artesãs" não valorizam seu trabalho e assim outras pessoas não o fazem.
Em conversas com outras blogueiras, com pessoas da família e amigas percebo que o artesanato no Brasil é algo muito desvalorizado, ao contrário do que acontece em outras partes do mundo.
A palavra "artesanato" ficou pejorativa. Quando se fala em artesanato as pessoas tendem a pensar naqueles hippies e em trabalhos de gosto duvidoso.
Podem ver que várias blogueiras preferem adotar o termo "Craft" por esse motivo.

As pessoas não reconhecem o artesanato como uma arte.
Estranho não? 
Tendo em vista que a própria palavra começa com "arte"...

Fico realmente indignada quando comparam meus trabalhos com produtos industrializados. Uma coisa é totalmente diferente da outra. 
Um é arte, tudo foi pensado cuidadosamente, desde a escolha dos materiais, até a execução. É um produto único. 
Outro é um produto funcional, sem exclusividade e feito às dúzias em pouquíssimo tempo.

Geralmente comparo com a seguinte situação.
Ninguém vai a uma exposição de um pintor famoso e fica pedindo desconto nos seus quadros. Apenas paga o preço, ou então não leva.
Com o artesanato tem que ser igual. As pessoas tem que perceber que como o pintor, a artesã também se dedicou para criar aquela peça, também é uma artista.

O que quero com esta postagem?

Talvez que as pessoas comecem a dar valor ao artesanato, começando pelas próprias "artesãs".

Por que digo isso?

Simples. Já ouvi reclamação de várias artesãs que não conseguem dar um valor justo a suas peças, porque quando o fazem, outra vem e diz "eu faço pela metade". 
Não percebem que assim estão desvalorizando toda a categoria.

Sei que existem outros motivos para essa desvalorização, como por exemplo a necessidade de vender para o próprio sustento. 
Assim, muitas artesãs se rendem aos clientes e vão dando descontos cada vez maiores, pois precisam desesperadamente do dinheiro.

Mas uma coisa posso dizer, por experiência própria. 
Se o seu trabalho for bem feito, bem acabado e você der valor a ele, com certeza as outras pessoas também darão valor.
O jeito como você trata seu trabalho, como você vê o seu trabalho influencia muito como outras pessoas o vêem. Tem que começar de você.

Acredito que se as pessoas começarem a ver o artesanato como arte, essa valorização vai mudar.

Já faz tempo que queria falar sobre isso. Que essa postagem sirva como um ponto de partida para essa discussão. Estou aberta às opiniões de vocês, mesmo que contrárias ao meu ponto de vista, porque discussões assim é que nos fazem crescer.

Tenham uma ótima semana!!!

28 comentários:

  1. Oi Paulinha! Amei seu post, realmente o artesanato é muito pouco valorizado em nosso país, e não raramente comparado a produtos industrializados... Certa vez rolou uma discussão em uma comunidade do orkut porque uma mulher achou caro o preço de umas toalhinhas bordadas (acho que eram em ponto russo) que outra mulher estava vendendo, e fez o seguinte comentário "com esse preço eu compro duas toalhas e ainda ganho o bordado! (a máquina, claro!)", enfim, uma prova clara que não entende nada de artesanato, comparar um bordado a mão com um bordado a máquina!
    Obrigada pelo recadinho que deixou no meu blog, vamos seguir com nossas artes!!
    Baci

    ResponderExcluir
  2. Pois eh Paula, é exatamente o que eu me referi nas poucas palavras da postagem, quem vai valorizar o seu trabalho se não vc mesmo.
    Infelizmente temos muito disto no Brasil, mas pelo menos podemos contar sempre com o apoio das nossas amigas blogueiras que sabem exatamente como o trabalho artesanal deve ser valorizado.
    bjão.

    ResponderExcluir
  3. Oii Paula,
    Esse é um post que deveria ser fixo em todos os blogs. É um abuso o que algumas pessoas fazem; oferecer valor mais baixo por saber que existem artesãs boas que dão valor aos seus trabalhos.
    Mas tenho plena convicção de que esse cenário está mudando com a conscientização dos próprios "artistas", pois é o nome correto!!
    Um graaaande beijo!!
    Ainda essa semana vou fazer um post nessa linha!!
    Tenha um ótimo dia!!

    ResponderExcluir
  4. Apoiada totalmente, minha amiga.
    É uma pena que muitas artistas não saibam valorizar o próprio trabalho, acho que isso é reflexo da baixa auto-estima da própria pessoa.
    Sempre comento isso, que se quero ser uma artesã profissional, dedicando a isso as horas de trabalho que dedicaria como trabalhadora em qualquer outro setor da economia, é necessário sim, dar o devido valor às peças que produzo. Além do custo do material que utilizo, sempre levo em conta as horas trabalhadas para produzí-las na hora de auferir o valor da peça.
    Não há como comparar o valor de um trabalho manual com o industrializado, feito aos montes, sem nenhuma exclusividade.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Concordo que temos que valorizar nossso trabalho, mais também temos que reconhecer que pra uma artesã que está começando que está investindo um valor alto pra começar qualquer trabalho e com as contas chegando(cartão de crédito,rs),muitas vezes se ve obrigada a abaixar seus preços para quitar as contas, digo pois já fiz isso quando comecei nos chinelos que hoje,faço meu preço de acordo com o que dedico também de carinho em cada peça, já que tenho outro serviço e o artesanato é um (ganho)extra e tbm um hobby.
    Mais vamos na lutar pela valorização do artesanato.
    Beijim!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá Paula, eu concordo plenamente com você, pois os nossos trabalhos manuais estão muito desvalorizados como você disse na postagem, as pessoas valorizam muito mais o industrializado do que o manual, e não percebem que no manual existe uma dedicação a mais, um carinho todo especial com que confeccionamos nossas peças, abraços e mesmo sem pedir permissão copiei sua postagem na integra e vou postar no meu blog, dando os devidos créditos a você, se caso não permitir me avise que eu tiro a postagem, bjs minha querida e tenha uma ótima semana

    ResponderExcluir
  7. Oi Paulinha
    Falou e disse...hehehehe
    Se não nos valorizarmos não adianta esperar que os outros nos valorizem.
    Creio que os preços devem ser justos, em algumas situações vemos também o contrário, trabalhos super valorizados e daí fica um absurdo, mas vamos que vamos...
    Beijos no coração

    ResponderExcluir
  8. Oi Paula, legal vc ter abordado esse assunto. Trabalho com ponto cruz e arrisco alguma coisa de patch. Sei que não posso cobrar o mesmo preço de uma toalha simples comparado a um trabalho bem elaborado, com vários blocos., porem apesar de não ter experiência em patch eu cobro pela costura que procuro fazer bem caprichada, pelo tempo de trabalho , pelo material que compro de qualidade , etc... No ponto cruz já passei por situações em que a pessoa resolveu fazer com outra só pelo preço e quando eu vi o trabalho, que horror, um avesso horrível, mas não reduzi meu preço pois sei que trabalho direito e não vou me desvalorizar. Apoiada. Bjoks.

    ResponderExcluir
  9. oi amiga, muito oportuno este post... lembrei-me da conversa que tivemos em nosso encontro... eu por exemplo não sei colocar preço em minhas peças, motivo pelo qual produzo para consumo próprio ou para presentear, mas quando faço alguma encomenda realmente é complicado colocar o preço justo, acontecendo exatamente o que já foi dito pelas amigas, nós mesmas acabamos desvalorizando os nosso próprio trabalho... é bom discutirmos um assunto tão importante como este... vou colocar esta matéria no meu blog com link para o seu que minhas amigas blogueiras tbém tomem conhecimento do assunto... MENINAS, o capricho da Paula em seus trabalhos é maravilhoso... bjs e obrigada por nosso encontro... te espero em casa agora!!!! kkk

    ResponderExcluir
  10. Oi minha querida, ficou muito bom seu post viu? Concordo com tudo isso e realmente aqui nao tem isso nao...se gostou compra se nao fica calado :)
    Amiga vou mesmo curtir o colinho da mamis e desculpe se demorar a aparecer, viu?
    Beijinhos e uma linda semana pra vc,
    So

    ResponderExcluir
  11. Oi Paula
    Td bem?
    Gostei muito da sua postagem.
    Acho que a não valorização parte principalmente de quem não conhece direito nossos trabalhos. Quantas vezes já ouvi falarem: "nossa, mas como as suas peças são caras!" Eu, sim, dou o devido valor, as pessoas é que não... Pra essas pessoas nem perco meu tempo, pois são de outra categoria e não fazem parte do meu time!
    E está dado o meu recado! rsrs...
    Bj grande!

    ResponderExcluir
  12. Olá Paula, adorei sua coragem ao postar sobre esse assunto. Acho que é um caso que incomoda a todas nós artesãs, mas que nem todas sabemos como tratar esse assunto. Acabamos deixando de lado e não dando o devido valor ao nosso trabalho. Eu também encontro problemas ao colocar preços nas minhas peças, acho que as pessoas pensam que é um hobby apenas, e agente está tentando supervalorizar uma "brincadeira". Eu não trabalho fora a mais de 5 anos, desde que meus filhos nasceram, descobri o artesanato a pouco tempo e faço de tudo para me dedicar cada vez mais, aprender sempre como melhorar meus trabalhos, coisas novas, assim como qualquer outro profissional que gosta do que faz e quer crescer. Tenho 2 filhos pequenos e pouquíssimo tempo para me dedicar às minhas costuras, portanto sei como é difícil às vezes não estar brincando com meus filhos para terminar uma encomenda.
    O trabalho manual é uma arte, que a gente se dedica do início ao fim, para fazer uma peça única e caprichada. Desvalorizar o trabalho de uma artesã é desvalorizar a própria artesã.
    Parabéns pelo post.
    Um bjuuuu!

    ResponderExcluir
  13. Oi Paula,

    Obrigada pela visita.

    Concordo com você, é isso mesmo que acontece, até hoje não consigo ganhar dinheiro com o meu artesanato, pois prefiro fazer uma peça e dá de presente do que ter o maior trabalho e vender por um preço que não compense, pois assim estarei desvalorizando o meu trabalho de criar e fazer.

    Beijos no coração...

    ResponderExcluir
  14. pois é paula ...
    no Brasil acho que o artesanato nao é nada valorizado ....
    e certamente as pessoas que comprao deveriao ter consiencia disso, que nao é um trabalho em série ... nao vai ter mil peças iguais as suas... é uma peça unica, feita com muito carinho, que tbm merece respeito ...

    ResponderExcluir
  15. Oi Paula,
    gostei do seu post! Também fico indignada com a desvalorização do artesanato, como vc disse o que é industrial pode ter um valor menor por ser feito em grande escala, o que fazemos é exclusividade!

    Que ótimos encontros teve em suas férias. Adoro esses encontros, tive a oportunidade 1 vez!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  16. Oi! Concordo com você cunhada!
    As pessoas têm que valorizar o seu próprio trabalho, ainda que as outras pessoas olhem e digam: Nossa, que caaaaaro! - Outra pessoa, certamente, saberá dar o valor devido ao trabalho tão meticuloso e cheio de amor que é o verdadeiro artesanato...

    Nem todo mundo tem esta visão!!!
    ... e pechinchar um descontinho de vez em quando não tem nada demais, né? ...rs...

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  17. O que acontece quando um artesão desvaloriza o seu trabalho é um terrível ciclo vicioso, em que o outro artesão que vende peças parecidas também desvaloriza para competir nas vendas e nisso, os consumidores também acabam por pechinchar mais e mais por acreditarem que aquele produto possui pouco valor.Então, é preciso calcular corretamente as despesas, mão de obra, tempo gasto, lucro pretendido, entre outros elementos para se chegar a um preço justo. E pode ter certeza que os motivos pelos quais farão um consumidor comprar a sua peça serão a beleza, a qualidade e o seu talento .Bjos e Tomara que estes Posts sirvam para Encorajar todas voces Artesãs...

    ResponderExcluir
  18. Oi Paula!
    Que 10 esta iniciativa de postar sobre a valorização de peças artesanais; inclusive no meu blog coloquei um selinho sobre a diferença do artesanal e industrial para ver se as pessoas se tocam e começam a enchergar a arte como mereçe;mas se começarmos a abordar este tipo de assunto quem sabe não convencemos aos desinformados sobre a diferença e a exclusividade de cada peça realizada; PARABÉNS PELA INICIATIVA.

    ResponderExcluir
  19. Oi, Paula.
    Eu concordo totalmente com vc.
    Acredito que a realidade do nosso país faz com que muitas artesãs não possam se valorizar como devem e merecem pois, como vc disse, precisam vender a qualquer preço para garantir o seu sustento.
    Tomara que a nossa economia um dia mude para que cada trabalho (pricipalmente o manual, que na maioria das vezes desprende mais horas, muuuuita técnica, habilidade e paciência) possa ter o seu devido valor.
    Parabéns pela iniciativa de tocar no assunto e chamar todas à reflexão.
    Tomara que vc tenha plantado uma sementinha que germine em cada artesã, por mais simples que seja o seu trabalho.
    Ah ! Me lembrei agora que Lu Gastal está postando toda semana com o tema 'Gestão' e outro dia ela falou sobre como uma artesã deve calcular o preço de suas peças.
    Leitura recomendadíssima !
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Oi Paula, voltei pra dizer que fiz um post do assunto no meu blog...vai lá dar uma olhadinha...bjo
    Andréa

    ResponderExcluir
  21. Vc está com toda a razão Paula, a valorização do artesanato tem que partir do próprio artesão.Gosto muito de um post da nossa amiga Carla Pianchão, artesã maravilhosa, onde diz que o que nos fazemos é arte e tem que ser cobrado como arte. Se não dermos valor ao nosso próprio trabalho, ninguém dará! Bjs Paula
    Aproveita é passa no blog novo, está tendo um sorteio legal.
    www.verdadeiramentebela.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Paula, que saudaaaaades de estar por aqui lendo e olhando suas maravilhas. Estou quase voltando para meu bloguito, rsrsrs.

    Com relação ao post, é de excelente qualidade, demonstração de inteligência, muito objetivo e claro.

    Penso que deveria ser assim mesmo, como escreveu.
    Gosto muito de feirinhas e fico indignada quando ouço alguém pedir descontos nas mercadorias, que às vezes não estão cobrando nem o material. É uma vergonha!

    Quem sabe fazer alguma coisa, entende o trabalho, o amor que é feito cada peça, a dedicação, o tempo gasto e valoriza o que o outro fez. EU VALORIZO!!!

    Parabéns pela iniciativa do texto!
    Bjs: Tia Ném.

    ResponderExcluir
  23. Muito bom seu post, tb fico indignada com trabalhos belíssimos e muito bem feitos sendo vendidos a preço de banana.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  24. Oi Paula!!!
    Que bom que eu não sou a única doida hehehe Obrigada pelo comment!
    Pertinente este seu post, eu nunca vendi minhas peças (talvez um dia eu faça isso) e realmente fico impressionada em ver como algumas pessoas cobram barato por algo que deve ter consumido horas de trabalho, além do talento e da criatividade especial do artesão que fez.
    Bjks

    ResponderExcluir
  25. Amei o tópico.
    Parabéns pela iniciativa.
    Bjs, Fê

    ResponderExcluir
  26. Menina !!! Vc. ´demais!!!!!!Seus trabalhos são maravilhosos. Que DEUS te abençoe grandemente e continue a ser essa pessoa maravilhosa que é. Sou uma senhora de 55 anos e amo patchwork.Amei seus tutoriais. Muito obrigada por você existir.Abçs.Edméia

    ResponderExcluir
  27. Oi Paula

    Todo artista é desvalorizado no Brasil. E não é de agora, mas de muito tempo.
    Na verdade a arte só poderá ser valorizada, quando as pessoas tiverem sensibilidade, percepção, inteligência, senso crítico e etc.
    O interessante é que elas só terão estas qualidades, se tiverem acesso as artes, ou seja, é uma bola de neve.

    Abraços
    Balaio Variado

    ResponderExcluir
  28. BOM DIA
    QUERIDA
    MEU NOME E LUANA
    E ESTOU PASSANDO PARA TE DIZER COMO SEU BLOG E LINDO E JA SOU SUA SEGUIDORA .
    GOSTO MUITO DOS SEUS TRABALHOS .
    BOM TAMBEM VIM FALAR DA MINHA PRIMEIRA RIFA
    ENTAO QUE TAL VC DAR UMA PASSADINHA NO MEU CANTINHO ,

    BOM ESPERO SUA VISITINHA BJS BJS

    http://paulasincer.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar. Seu comentário é muito importante para que eu sempre possa melhorar o blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...